Postagens

Recados para o universo.

Imagem
Essa noite recebi seu abraço, forte, inseparável. Abrace-me mais vezes.



A tragédia nossa...

...de cada dia.

Não sei exatamente se tragédia, em todo seu sentido literal, existe desde os primórdios da civilização. Talvez a própria criação desse universo tenha sido uma tragédia nos moldes como se deu e em todos os seus desdobramentos. Fato é que, ao nosso tempo , tragédia , infelizmente, incorporou-se ao cotidiano de quase toda civilização humana.
Me recordo de Aristóteles, quando sustentava o pensamento de que a tragédia, quando vista pelo homem, quer seja real, quer seja por meio de encenação, criava no espectador sentimentos, como, por exemplo, o de piedade e, com isso, levaria o homem a um estado de catarse. A tragédia era, pois,educativa. Que me perdoe o gênio da filosofia, mas, pelo menos nesses tempos que tempos vivido, a tragédia tem criado no homem outros sentimentos que o levam não à catarse de Aristóteles, mas ao estado de impotência, desespero, medo, ansiedade, fobia, descrença, revolta e etc.

A questão da violência, do narco tráfico, da corrupção, da falta de educação…

Só Love!

Imagem
Nostalgia do Caralho.

Ô tempinho bão, daqueles tempos cujo único pecado foi ter passado... Mas a gente revive.
E para os  "intelectuais da boa música", aqui tem um FODA-SE!

Para os demais, boa noite e muito "só love".

2018 , enfim!

Imagem
Todo ano é sempre a mesma coisa: todo mundo faz aquele discurso conhecido, onde desejamos aos outros paz, amor, felicidade, saúde, prosperidade ( faltou alguma coisa?).

Não é que seja errado ou não tenha seu valor, mas eu gostaria mesmo que as pessoas vivessem isso sem hipocrisia. Que esse desejo fosse real, sincero e que as pessoas fizessem por onde vivenciá-los.

A cada ano que passa é mais um ano onde as esperanças se renovam e elas devem se renovar; contudo, com consciência, sem o comodismo que nos marca, pois enquanto tudo estiver escuro ao nosso redor e não nos importamos com isso ao ponto de romper com essa escuridão, não deixaremos jamais a luz acender. Já passou da hora de descansar a escuridão que nos marca e dar vez  à luz.

Que possamos nos libertar dessa terrível matrix que nos abriga e enxergar o alcance do sol que no convida. Lá, perto do sol, a vida é verdadeiramente linda e amor é igualmente vivido . É pra lá que precisamos caminhar e Jesus já nos ensinou o caminho.

Es…

Lisboa, I love forever!

Imagem
Engana-se quem diz que Lisboa é a capital dos monoglotas. Lisboa é mais que isso! É uma multidão de gente, de línguas, de cores , sabores e amores.
Lisboa é uma delícia infindável.
Hoje, estou aqui... amanhã, como bom cigano, posso estar ali, do outro lado, bem perto ( já estou aprendendo italiano e a Itália sabe disso...rs), pois vivo o que desejo, o que me permito. Vivo.
Quem dera todas as pessoas pudessem ter essa oportunidade, de viver o mundo e de fazer o mundo viver.

Passeando por aqui...

















Pra você que sabe sorrir.

Imagem
Faz algum tempo que
tenho evitado assistir TV. Muita coisa ruim, muita notícia ruim.
Apesar de contar com programação paga, onde posso escolher com mais
opções o que assisti, tenho preferido ler, escrever, compor, ir ao
cinema, sair pra jantar etc.


Porém, nessa
semana, excepcionalmente, trocando de canal, eis que vejo uma tal
persona no programa Altas Horas. Trata-se de Pabllo Vittar.


Eu já tinha visto
algo sobre Pabllo, pois sempre que acessamos a internet , vemos
multidões de matérias, e vez ou outra esse nome aparecia.


Resolvi assistir ao
programa e, assim, vi, com meus próprios olhos ( não com os
alheios) um pouco desse cidadão. E gostei. Gostei da ousadia, da
coragem, do talento, da força, do carisma e até do seu jeito inocente de
ainda ser.


Ontem, navegando
pelo YouTube, vi um clip do Vittar, da música K.O. Resolvi deixar
um comentário e inevitável não ler alguns…


Na coluna de
comentários, percebemos com ainda temos que conviver com uma massa
tão ignorante, medíocre. Sempre …