Postagens

O tempo e eu!

Imagem
Domingo,  12/08/2018 eu completo 43 anos de vida!!! Melhorei a alimentação faz tempo, ganhei peso  ( era muito magro)  e busco manter uma vida saudável, equilibrada ( corpo e mente)

Assim, cada vez mais o tempo me pacifica e, ao contrário da grande maioria das pessoas, a idade me soa como àquela canção:

" (...) e ela me faz tão bem, ela me faz tão bem (...)"

Viva à vida!


Vitória, sua linda!!!

Imagem
Terra linda e abençoada. Sou privilegiado por ter nascido nessa linda capital.

O nome? Vitória , cujo título já diz tudo.
O Estado? Espírito Santo,  cujo nome, de tão lindo e perfeito, dispensa comentários.

Nascer aqui tem tudo pra dar certo! É Vitória e é santidade.

Só imbecis não sabem dar valor a terra que têm, a esse santuário. Não te merecem, meu amor.

Saudades e muito amor, sempre!!!!!

Viver e reviver!

Imagem
O tempo passa impiedoso... Às vezes faz bem. É! Às vezes faz.

Aos 29 anos e como sempre cheio de sonhos. Nunca gostei de lamentar o passado e nunca me preocupei em enaltecê-lo. Meu foco está sempre no agora e no que virá.

Nesse instante, limpando arquivos e e-mails, me deparei com tanta vida retratada em fotos... Uma imagem, um sorriso, um lugar, um abraço, um amigo, um amor...

É a vida e todo seu curso.

Sim, a vida é um palco!E você é ator ou mero expectador da vida? Da sua vida?

Eu revivo o tempo quando ele me convida , mas nunca me esqueço que viver ( ao invés de reviver) é o que me mantém vivo.





Família aumentando.

Imagem
Família Bianchi aumentando.
O tempo passa, voa ligeiro.
Théo, meu novo xodó.

Recados para o universo.

Imagem
Essa noite recebi seu abraço, forte, inseparável. Abrace-me mais vezes.



A tragédia nossa...

...de cada dia.

Não sei exatamente se tragédia, em todo seu sentido literal, existe desde os primórdios da civilização. Talvez a própria criação desse universo tenha sido uma tragédia nos moldes como se deu e em todos os seus desdobramentos. Fato é que, ao nosso tempo , tragédia , infelizmente, incorporou-se ao cotidiano de quase toda civilização humana.
Me recordo de Aristóteles, quando sustentava o pensamento de que a tragédia, quando vista pelo homem, quer seja real, quer seja por meio de encenação, criava no espectador sentimentos, como, por exemplo, o de piedade e, com isso, levaria o homem a um estado de catarse. A tragédia era, pois,educativa. Que me perdoe o gênio da filosofia, mas, pelo menos nesses tempos que tempos vivido, a tragédia tem criado no homem outros sentimentos que o levam não à catarse de Aristóteles, mas ao estado de impotência, desespero, medo, ansiedade, fobia, descrença, revolta e etc.

A questão da violência, do narco tráfico, da corrupção, da falta de educação…